Cabine do Dj


Alguns dos melhores DJs do mundo falam sobre o momento na cabine do DJ

O que faz uma festa memorável?

Qual o sistema de som é o mais pesado do mundo?

Que pista é a certeza de obter a maior publico?

Qual é o melhor clube do planeta?

Fizemos estas perguntas, e outras, para alguns dos melhores DJs do mundo na Cabine do Dj, recebendo um relato em primeira mão do que sente o Dj no comando da pista.

Jimmy Edgar

Cabine do DJ Jimmy EdgarO Detroit-bred, com sede em Berlim especialista do funk futurista apenas lançou um novo vídeo para sua faixa ” Let Yrself Be” e se prepara para lançar um Talabot John & Remix Scuba de seu” Sex Drive / Let Yrself ser “único. Pitchfork chamado o seu “Majenta” “insatiable”, enquanto Resident Advisor vai mais longe, nomeando -lhe um “viciado em sexo nômade”.

A mais louca festa que eu já toquei foi na Rússia, eu fui lá ilegalmente através da Bielorrússia em um trem noturno, porque eu não poderia conseguir um visto.

A Rússia tem o seu próprio estilo, cinza e triste, mas com batom vermelho e mulheres bonitas.

A festa foi em um dos maiores clubes de Moscou e em no momento em que a polícia apareceu, uma menina pequena promoter agarrou a minha mão e correu comigo após a polícia entrar em uma sala secreta escondida onde DJ Sprinkles , Carsten Nicoli e cerca de 10 mulheres russas estavam bebendo vodka.


No final, a polícia saiu e eu me coloquei em frente a um grande show. Para uma boa festa a condição absolutamente mais importante é ter uma multidão de pessoas entusiasmadas, se eles são seus amigos, que é ainda melhor, amigos vão fazer qualquer de qualquer festa uma boa, mesmo que seja na pior localização.

Boa música também é importante, claro, cada faixa a multidão fica a seus pés é, obviamente, “Head”do príncipe , Adonis “No Way Back “é uma boa também.

Ultimamente, eu tenho ouvido rolando DJ Pandy Darryl com “Love Can’t Turn Around”.

Uma das minhas melhores experiências foi tocar em um telhado em um dia quente de verão – foi tão surreal e bonito.

Memorável também foi um show que fizemos fora do meu Cadillac em Detroit, eu tinha cerca de 500 pessoas que tocam fora do meu sistema de som e ligado a um PA gigante. Se eu tivesse que organizar a última festa na terra que eu iria colocar Lil Louie , Aphex Twin e T Pain atrás dos decks.

Fur Coat

Cabine do DJ Fur CoatA dupla aclamada de Caracas, Venezuela, que tenho vindo a fazer ondas com suas “psicodélicas tecnologia-funk grooves” e “conjuntos ao vivo de” intensidade ninhada “ , acabaram de se mudar para Barcelona. Seu álbum de estreia, ” Mind Over Matter “na Crosstown Rebels foi lançado em setembro.

 

 

 

A festa mais louca que já toquei foi, provavelmente, o de Warung, Brasil. O lugar é incrível e o público foi incrível, imagine mais de 5000 pessoas enlouquecendo à noite na praia. O clima, a localização, com toda a América vibe; era uma atmosfera louca.

Um local que realmente gostei foi este lugar subterrâneo em Torino, Itália. Tinha a sensação de um antigo bunker, mas com uma barra muito moderna.Além disso, as pessoas mostraram-se com casacos de pele e roupas malucas.

Nós não queremos apontar ninguém em particular, mas a pior parte que você pode estar em uma festa é quando a cabine não é confortável para o DJ, com equipamento ruim e monitoramento ruim. Sob estas condições, você não pode trabalhar corretamente e não pode ter um bom tempo. Para um bom show também é importante ter um bom descanso antes, um bom jantar, se conectar com o promoter e ter uma casa cheia, o resto é mágico.

Se tivéssemos a organizar a última festa na terra? Bem definitivamente teríamos Damian Lazarus , Ricardo Villalobos e DJ Harvey para tocar.

Boys Noize

Cabine do DJ Boys NoizeProdutor alemão Alexander Ridha, aka Boys Noize saiu do nada para dominar a cena electro. Ele dirige sua própria gravadora, a Boys Noize Records , que conta Spank Rock e aclamado New York rapperLe1f em sua lista. Mixmag chamou o seu terceiro álbum “uma viagem confiável em surra, poderoso e industrial electro e techno”, enquanto a BBC se refere a estilo Ridha como “camaleônica”. Mminério recentemente, ele juntou-se com a sensação americana pós-dub Skrillex sob o “apelido Dog Blood “. 

 


A mais louca festa que já toquei era em um loft privado em Nova York que pertencia ao meu amigo Jake Shears das  Scissors Sisters.

Era a sua festa de aniversário ele tirou todos os seus móveis, colocou uma cabine de DJ, luzes estroboscópicas, lasers, e até mesmo uma máquina de nevoeiro!

Esta festa ficou super intensa com as pessoas mais loucas e  que eu já vi em um quarto, infelizmente, tudo foi fechado pela polícia em torno de 3h30 da manhã.

Em Berlim, fiz o meu 2007 ” Oi Oi Oi “festa de lançamento do álbum em uma casa run-down super, o engraçado é que você só pode alcançar a entrada através de um lugar pequeno Kebab turco.

Você tinha que passar pelo banheiro que leva a um longo corredor escuro até que você acaba nesta casa fodida. Eu não fiz qualquer  promo ou panfletos foi apenas pela boca de 750 pessoas que vieram e lotam totalmente e lugar, foi incrível!

 Outro local era grande o Festival Sasquatch , três horas de distância de Seattle, a ida foi tão bonita, passamos por todos os tipos de paisagens, até que chegamos no topo de uma montanha, onde o palco estava montado na beira de um precipício. É uma bela vista e o sentimento que você tem quando você está cercado por este tipo de cenário é incrível.

A pior festa que eu já toquei na vida talvez em Miami, eu acho que foi no ano passado, eu toquei em um clube muito chique, onde as pessoas estão acostumadas a música grande sala mainstream e tal. Os Black Eyed Peas tiveram um concerto nesse dia em Miami e william chegou a essa festa e ele queria o DJ.

É claro que o promoter estava feliz com isso, então eu comecei a tocar depois Mr.i.am e porque ele já tinha tocado e um conjunto dominante bonita, eu queria começar a grande festa e colocar a minha faixa “Lemonade”, que é sempre a garantia de receber as pessoas vão à loucura. Mas não houve reação, nada.

Eu tentei algumas outras faixas que sempre recebem a multidão em seus pés e depois ainda não havia reação que eu decidi tocar apenas gueto de Chicago coisas house, você sabe, os “chupa-chupa-lo, foda-se foda-se” ou “vadia puta vadia” faixas. Eu fiz um curta de 70 minutos e depois de me definir a “equipe BEP” tocando novamente.

Sua primeira canção foi Rihanna… eu odiava. Para a última festa neste planeta eu escolheria Xavier de † (ele sempre cai alguma boa diversão inesperada), 2manyDjs (que tenho a maior coleção e o melhor gosto, tenho certeza de que ia pegar canções mais legais) , Jarvis Cocker (eu ouvi ele uma vez e eu comecei a dançar) e algum amigo aleatório que não é um DJ, mas só toca música de seu iPod.

 

 

boysnoize.com

 

 

Confiram mais alguns dos melhores DJs do mundo falando sobre o momento na cabine do DJ parte 2, na semana que vem